Desenvolva uma mentalidade empreendedora!

Refletindo sobre o assunto

Conversando outro dia com uma colega mentora, falávamos sobre como certas empreendedoras têm dificuldade de se enxergar no papel de empresária, de dona de negócio. 

Essa empreendedora não consegue olhar para o seu dia a dia, para as suas atividades e vê-las como parte do processo da empresa. Não sabe identificar nem classificar esses processos ou tão pouco os qualificar.

Ela trabalha no negócio (como se ainda fosse uma funcionária da empresa) e não “o negócio”, trabalhar neste caso é gerenciar, com intenção de crescer e ter uma empresa que se sustenta economicamente.

uma mulher negra conversando animadamente com uma mulher branca

Ou em outro caso, ainda mais comum, ela esta “tocando o negócio” e acha que está tudo bem que não precisa de mais nada, mas ela tem como meta crescer a empresa, mas não sabe como vai fazer para atingir esse objetivo, nem sabe como avaliar a situação da empresa.

Mark Twain disse certa vez: “O que nos causa problemas não é o que não sabemos. É o que temos certeza de que sabemos e que, ao final, não é verdade.”

Ainda tem aquela empreendedora tipo consumista, ela quer as melhores ferramentas, as embalagens mais bonitas, a melhor social media, a melhor gestora de tráfego, e por aí vai… quando na realidade ela precisa é se reciclar, investir em conhecimento e desenvolvimento pessoal.

Ela precisa se tornar uma gestora melhor para o negócio, para saber usar bem esses recursos, sem gastar de saber e conseguir acompanhar qual o retorno que estes investimentos estão trazendo, não pelo valor investido, mas porque este é o correto.

Ora pois, se eu estou usando os recursos da empresa, eu preciso ter um objetivo claro de qual é o retorno espero, em vendas ou seguidores ou reconhecimento da marca, ou mais leads. Não importa o valor investido, baixo ou alto, você precisa entender se o que pagou te trouxe o que você queria.

E como desenvolver essa mentalidade para negócios

Eu diria que a primeira coisa é observar. Como boa consultora, que eu sou, adoro uma análise e estudo de caso. Recomendo que leia sobre outras empresas do mesmo segmento que o seu, não importa se a sua empresa é pequena e está em fase inicial.

Espelhe-se nas organizações de sucesso, e comece certo, desde o início. De que forma? Com objetivos claros, criando processos que vão te dar mais produtividade e objetividade e tendo métricas de crescimento.

Conheça a fundo o seu mercado, tendências, principais players (jogadores) desta área, que inclui concorrentes, fornecedores, influencers e outros.

Seja curiosa, pesquise, converse com outras pessoas, peça a opinião dos teus clientes, descubra por que as pessoas preferem comprar de você e use isso como um argumento de venda.

Por exemplo: teus clientes adoram os brindes que vão junto na entrega; então fale sobre o seu produto ou serviço e sobre os incríveis brindes que acompanham; ou se você tem um sistema de entrega rápida, use isso para dizer que o cliente recebe antes do que ele imagina. Mas não crie mentiras, use argumento que são de fato extraído das opiniões de seus clientes.

Além da curiosidade, é preciso ter um tempo para estudar e planejar. Você precisa conhecer bem o seu negócio, ter indicadores de crescimento e saber como anda a saúde financeira da empresa. E o principal, saber agir! E para agir, é preciso conhecimento, planejamento e informações sobre o negócio.

Etapas para criar uma mentalidade Empreendedora

  • Seja curioso, pesquise e pergunte esteja aberta a novas ideias
  • Tenha um planejamento, mesmo que de curto prazo
  • Leia sobre empreendedorismo, vendas, marketing, comportamento humano
  • Conheça os números da sua empresa e acompanhe de perto (quantos clientes atendeu no mês? Qual foi o faturamento? Teve venda recorrente, quantas? Teve devoluções ou reclamações, por quê? Quantas? como resolver o problema?
  • Tenha mentores, pessoas que te ajudam e te inspiram. Se puder investir numa mentoria, invista! Mas caso não possa acompanhe perfis de negócio para te ajudar a entender melhor como é ser gestora de uma empresa.
  • Entenda quais são seus desafios; São internos ou externos. O que te sabota é você mesma, teus medos e inseguranças, ou são fatores externos. E como superar ou contornar estes desafios?
  • Seja crítica com você mesma, na medida certa sem se encher de cobranças desnecessárias e infundadas; A autoanalise não á para te deixar deprimida e ansiosa, é para entender quais foram os aprendizados que cada experiência te trouxe.

Saiba definir prioridades

Olha, amiga empreendedora… agora é a hora de pôr um pouco o dedo na ferida. Sinto muito, vai doer, mas é preciso!

Todas as pessoas podem empreender, tem gente que nasce mais propensa ao empreender, tem gente que aprende fazendo, e acaba fazendo muito bem. Em qualquer um dos casos, é preciso persistência e fazer alguns sacrifícios para conquistar seus sonhos.

E neste ponto, quero deixar claro, se você quer ser uma empreendedora de sucesso é preciso saber o que é prioridade para você e quais são os teus limites. E o que você está disposta a sacrificar na sua vida pelo seu sucesso como empreendedora e dono do seu negócio.

Eu amo o que eu faço, sou consultora empresarial, palestrante e dou mentoria para mulheres empreendedoras, na minha vida como na sua, eu tenho alguns altos e baixos, mas por amar o meu trabalho, eu respiro fundo e sigo adiante, contornando os problemas.

As vezes deixo de estar com minhas filhas para preparar material para as aulas, para a rede social ou para as mentorias. Agora mesmo, estou escrevendo este texto para o blog, quando poderia estar levando minha filha na pracinha para brincar.  Eu acredito que estou construindo algo bom para diversas mulheres, que pode ajudar e mudar a vida delas, então me mantenho firme no meu propósito.

Fazer esta gestão de tempo é uma dos maiores desafios das empreendedoras, e você em algum momento terá de avaliar isso, e como isso pode influenciar ou “pesar” sobre continuar sendo uma empreendedora ou não.

Outro aspecto, é como você usa seu dinheiro; O exemplo que eu mais gosto de usar é o da empreendedora que acha caro pagar uma mentoria ou um curso, mas gasta R$200,00 para fazer alongamento de unhas.

É errado por unhas? Não, nada de errado e eu acho até um trabalho muito bonito. A questão aqui é a seguinte, você investe um dinheiro todo mês nas unhas, que te traz uma satisfação pessoal, ok! Mas acha caro investir em desenvolvimento pessoal ou investir na empresa, que é um investimento que pode te trazer muito mais retorno financeiro, e que talvez te possibilite fazer as unhas em Paris… já pensou sobre isso?

Eu não quero que você ande infeliz e deixe de se cuidar, mas talvez você pode por um tempo, usar a unha ao natural, usando a manicure tradicional, aproveitando o dinheiro economizado para investir na sua educação como empreendedora e desenvolver novas habilidades que podem te ajudar a levar o teu negócio para um outro nível.

Então para encerrar este post, eu quero te dizer que uma mentalidade empreendedora vem de tudo isso que eu coloquei aqui neste artigo para você e vem de agir de forma a valer a pena todo o esforço e sacrifício dedicado a este negócio, que é seu sonho de uma vida mais digna e com qualidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Últimos Conteúdos